Pressionado, Carlos Brandão não tem outra saída senão anunciar a redução do ICMS

Pressionado, Carlos Brandão não tem outra saída senão anunciar a redução do ICMS

Nesta quarta-feira, por volta das 22h, o governador do Maranhão anunciou que encaminhou para a Assembleia Legislativa um projeto de Lei que reduz o ICMS dos combustíveis de 30,5% para 18%. A ação representa uma tentativa desesperadora de driblar a forte pressão popular enfrentada por Carlos Brandão nos últimos dias. Desde o princípio da votação da PLP18 o Estado sempre se opôs a redução, se colocando entre os 12 que se posicionaram contra.

Mesmo após a aprovação da Lei, a atual gestão não quis colaborar com o povo, pois no último fim de semana o chefe de estado informou que realizou a redução do ICMS para 21,30%, toda via, todos nós sabemos que na prática isso foi apenas uma tentativa de tapar o sol com a peneira. Por mais que o então ocupante da cadeira do Palácio dos Leões tenha sido pressionado pelos maranhenses, foi necessário que autoridades políticas como o senador e pré-candidato ao Governo do Maranhão Weverton Rocha entrasse com uma petição ao Ministério Público (MP) solicitando a obrigatoriedade da redução do ICMS para a porcentagem adequada e estabelecida por Lei.

Após a solicitação dessa petição, Brandão não teve outra saída senão reduzir. Em uma tentativa de se dar bem com o povo levou o projeto de lei a ALEMA apenas para manipular a realidade que pesa contra ele, pois todos nós sabemos que o decreto que obriga a redução do ICMS foi aprovado há algumas semanas no Congresso Nacional. Se o governador realmente tivesse interesse em ajudar a população, teria apenas editado o decreto e reduzido o ICMS desde o princípio como fizeram outros estados.

A vocês que leem, eu pergunto: diante de tudo isso, ainda querem Brandão como governador do Maranhão? Ainda pensam em eleger uma figura política que sequer se preocupa com seu povo? O que vemos nesse cenário de pós pandemia são representantes de Estado que ao invés de se atentarem para a situação econômica e social dos maranhenses, apenas se preocupam com interesses pessoais e poder.

Infelizmente, o que temos é um governante que insiste em dificultar a vida dos cidadãos, pois além da relutância em diminuir o preço dos combustíveis, tem também situações como vias esburacadas e apreensão de vários veículos por falta de pagamento de IPVA. O que poderia ser resolvido por acordos e parcelamentos, se torna um problema e falta de consideração para com as pessoas. E como sabemos, essa é uma prática que vem desde a gestão anterior, Brandão está apenas dando continuidade. Além disso, a prova de que o atual governador não tem competência para continuar a frente do Maranhão é a falta de controle e responsabilidade para com sua rede de apoiadores, pois segundo fontes, alguns compromissos firmados por ele não estão sendo cumpridos, e por esse motivo, aliados políticos já cogitam deixar o grupo.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.