Maranhão aparece no cenário nacional como o Estado brasileiro que tem mais gente vivendo na miséria

Maranhão aparece no cenário nacional como o Estado brasileiro que tem mais gente vivendo na miséria

Na pobreza e na fome, é assim que se encontra o Maranhão. Um estado brasileiro que era para estar entre os mais bem sucedidos economicamente por causa de seu sistema portuário, na verdade está em 4º lugar no ranking dos estados mais pobres do país. Nesta última quarta-feira, 08, em uma reportagem do Bom dia Brasil, foi exposta em rede nacional a realidade de muitos maranhenses que vivem sem dignidade.

O Estado do Maranhão possui 217 municípios, se localiza na região nordeste do país. Segundo o último dado do IBGE lançado em 2021, desde o ano de 2015 pelo menos 400 mil famílias entraram no quadro de extrema pobreza. Um dos grandes problemas enfrentados pelo Maranhão é a baixa quantidade de trabalhadores no setor formal da economia, sendo que o índice de informalidade chega a 62,9% no estado. Esse e outros fatores sociopolíticos e econômicos determinam que significativo contingente de famílias, encontrem dificuldades para garantir sua sobrevivência.

Infelizmente o Maranhão não teve nos últimos anos um histórico político muito bom. A má gestão, falta de atenção e cuidados verdadeiros com o povo fizeram do Estado o que ele tem sido hoje. A infelicidade das pessoas que residem nele é notória de todas as formas, afinal, quem se contentaria em residir em um lugar que não é capaz de entregar o básico: moradia, dignidade, saúde e meios de sustento.

Como disse o filósofo Aristóteles, cada um é feliz na medida que faz cumprir a sua missão. A felicidade só resulta do cultivo da virtude. Se os representantes políticos não obtiveram êxito em seu exercício, obviamente o resultado será uma insatisfação popular, o que ocasionará infelicidade para os dois lados, visto que os cidadãos pensarão duas vezes antes de reeleger um político sem sabedoria e capacidade de administrar um estado.

Diante deste cenário, as expectativas de muitos maranhenses por dias melhores foram frustradas. Em meio a tantas promessas descumpridas, tantos enganos, fraudes, contratos ilícitos, mediante tudo isso, se torna difícil escolher um novo líder estadual. Toda via, o povo ainda tem uma chama de esperança acesa, onde se espera conseguir um Maranhão mais feliz, onde a pobreza, miséria, desigualdade, calamidade não sejam as pautas das reportagens jornalísticas, mas sim o bom desempenho, o sucesso e a reviravolta.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.