Superintendente da SPU/MA promove ações em favor de comunidades pobres no interior do estado

Superintendente da SPU/MA promove ações em favor de comunidades pobres no interior do estado

Por BATTISTA SOAREZ
(De São Luís – MA)

O superintendente do Patrimônio da União no Maranhão (SPU/MA), Coronel Monteiro, distribuiu cinquenta cestas básicas na comunidade quilombola Soleidade, no município de Serrano do Maranhão, a 111,37 quilômetros da capital São Luís.
Sensibilizado com a situação das pessoas menos favorecidas, José Ribamar Monteiro Segundo, ou simplesmente Coronel Monteiro, como é conhecido, vem se preocupando com as comunidades pobres do estado em razão da falta de políticas públicas para a população carente.

“Dentre as nossas atividades político-sociais, nós não podemos dissociar o homem como ser político, como ser gregário. E como consequência, a gente vive em constante interação com o meio. E daí ocorre que o problema de uma pessoa acaba sendo também o problema da gente. O problema de uma comunidade torna-se o problema da gente, passa a ser o nosso problema”, pondera Coronel Monteiro em uma rápida conversa com o blog Leitura Livre.

Ele explica que, dentro desse contexto, tem buscado conseguir recursos, meios materiais e de subsistência, captando-os daqueles que têm mais posses para dar àqueles que têm menos posse. O município de Serrano do Maranhão foi escolhido pelo superintendente da SPU/MA como a primeira de uma sequência de prioridades.

“Temos um carinho todo especial pelo município de Serrano do Maranhão, assim como pelas comunidades quilombolas em geral. O quilombo Soleidade, então, recebeu cinquenta cestas básicas e estamos trabalhando para dar melhores condições à comunidade, e não só cestas. Cestas são apenas um atendimento emergencial que só contempla uma necessidade do momento”, diz ele, acrescentando que, a partir dessas ações, almeja criar políticas públicas de desenvolvimento para as comunidades que realmente precisam.

Segundo Coronel Monteiro, em pouco tempo o quilombo Soleidade vai ser uma comunidade próspera e produtiva. “Estamos envolvidos e engajados nessa luta para transformar a realidade do Maranhão, já que os poderes públicos competentes, por vezes, não se manifestam. Nós, então, estamos agora com uma série de pessoas que estão alinhadas no mesmo propósito de trabalhar pelo desenvolvimento de Serrano, em especial a comunidade Soleidade, para que ela possa ter condições bem melhores”, pontua o superintendente da SPU.

Monteiro acrescenta dizendo que da mesma forma como ocorreu em Serrano, deve ocorrer com o quilombo Campo Grande, no município de Turiaçú, Maranhão. Campo Grande, por sua vez, está recebendo agora kits sanitários.

“Dentro desta preocupação nossa, estamos buscando, também, atender ao quilombo Campo Grande, em Turiaçú. Mas não vai parar por aí. Estamos engajados nessa luta no sentido de sensibilizar as pessoas para que elas se libertem desse tacão forte que tem sobre elas, que é o fato de que os políticos não querem que as pessoas se desenvolvam. Pelo contrário, querem que elas continuem eternamente sujeitas a eles. E nossa política é o inverso disso”, esclarece ele.

Monteiro explica, ainda, que o foco da sua preocupação, a princípio, são os municípios da Baixada Maranhense que, apesar de ser a região onde está a maior fartura, é, ao mesmo tempo, onde se concentra a maior miséria. “Enfim, estamos lutando para que os verdadeiros donos da fartura deixem de ser os portadores da miséria”, finaliza Coronel Monteiro.

Compartilhar:

Deixe uma resposta