Somos o plano de Deus

Somos o plano de Deus



Pr. Battista Soarez 

Sempre que prego a palavra de Deus, seja em qual for a igreja, geralmente aparece alguém, no final da palestra, fazendo perguntas querendo saber algo mais a respeito de Deus e o seu plano de salvação para o mundo.

 Pastor, por que as pessoas são assim como são?  é mais ou menos o sentido da pergunta.

Percebo que é como se elas quisessem culpar a Deus pela criação de um mundo tão cheio de falhas. “Deus errou na criação do universo?”. Não é uma questão simples de ser tratada, até porque não temos condições de sermos advogados de Deus e, certamente, Ele não está precisando disso.

Mas a questão é que, em nossas dias, homens e mulheres sentem-se confusos diante de tantas complexidades. Eles e elas expressam isso nas suas artes, culturas, ciências e tecnologias modernas. Olhamos ligeiramente as peças artísticas como a poesia ou romances e, então, percebemos o quanto nossas questões são profundas, saindo do fundo da alma humana. Concluímos, pois, que temos sérios problemas com o Deus Criador a partir das nossas relações com a natureza e, enfim, com o universo da criação.

Os resultados de nossas relações com a natureza criada por Deus são catastróficos. Coisas apocalípticas como pandemias, terremotos, maremotos e outros sinais dos tempos são, de fato, respostas da natureza à maneira como nós temos nos relacionado com ela. Em certo sentido, isso é o juízo de Deus, como disse J. I. Packer, o qual atraímos contra nós mesmos, por tentarmos ficar demasiadamente à vontade neste mundo. Por acharmos que somos donos do mundo e que, portanto, podemos fazer qualquer coisa com ele.

Veja os conflitos entre nações. Veja como agredimos a terra em busca de petróleo e minérios. Na verdade, temos virado o nosso rosto contra a ideia de que deveríamos viver baseados no fato de que existe alguma coisa mais do que este mundo para a qual viver.

Lemos a Bíblia, a fonte orientadora da espiritualidade no Deus absoluto, mas vivemos de maneira materialista. Dobramos nossos joelhos em oração, mas negamos a Deus com nossas práticas individualistas e egocêntricas.

Enfim, tratamos com este mundo como se ele fosse o único lar que deveríamos ter, e temo-nos concentrado exclusivamente em organizá-lo para o nosso conforto, disse Packer. Às vezes achamos que podemos construir um céu na terra, esquecendo que somos apenas parte do plano de Deus. Por isso Ele tem o direito de nos julgar por nossas impiedades.

Nos próximos artigos, trataremos mais deste assunto.


Pr. Battista Soarez é escritor, jornalista, professor universitário e secretário de missões da COMADEMA/CADB no Maranhão. Autor de vários livros, dentre eles  A igreja cidadã  (AD Santos Editora).

Compartilhar:

Deixe uma resposta